Gustavo Klug

Blog homenagem

Arquivo para texto

13 anos de saudade

Hoje faz 13 anos que o Gustavo chegou ao céu. 13 anos de uma saudade que nunca vai passar. Mas ao mesmo tempo, 13 anos desde que ele nasceu para sua nova vida espiritual.

O que nos dá conforto e força para seguir em frente é a certeza de que ele está bem, em um lugar melhor, e também as ótimas memórias que ele deixou em tão pouco tempo neste mundo!

Hoje não é dia de tristeza: é dia de lembrar dos bons momentos, das histórias que passamos com o Gu, e celebrar com ele os 13 anos dessa sua nova vida, que apesar de parecer distante acreditamos estar mais perto da gente do que podemos imaginar!

Um beijão e um abraço bem apertado, Gu! Saiba que você sempre estará pertinho em nossos corações!

Família Klug & amigos

Anúncios

12 anos de saudade

Hoje, dia 31 de agosto, faz 12 anos que o Gustavo voou seu último e eterno voo. A saudade nunca passou e nunca irá passar, mas a dor da perda aos poucos se transforma em boas lembranças, e só as coisas boas resistem ao passar do tempo. Hoje, mais do que nunca, sentimos a presença do Gustavo em nossas vidas, sempre nos ajudando lá de cima e acompanhando de perto nossas vidas, celebrando sucessos e nos protegendo.

Neste dia que marca um momento triste, temos no coração a certeza de que o Gustavo está em um lugar melhor e mais próximos de nós do que a gente possa imaginar…

Deixamos aqui um poema de Fernando Pessoa e um pequeno vídeo para relembrar esses bons momentos com nosso querido Gustavo!

“Eu amo tudo o que foi
Tudo o que já não é
A dor que já me não dói
A antiga e errônea fé
O ontem que a dor deixou,
O que deixou alegria
Só porque foi, e voou
E hoje é já outro dia.”

-Fernando Pessoa

Obrigado pelo carinho!

Com muita saudade…

Família Klug

Servindo de inspiração

Recentemente recebemos a foto da formatura de um grande amigo, o sargento Edgar Vieira Alves.

Veio acompanhada de mensagens, que vamos resumir aqui, por que nos tocaram profundamente, e por que os amigos do Gustavo são nossa família, são a força que nos faz acreditar que a vida continua viva.

“Meu sonho desde criança era ser militar, e depois de um tempo ele se especificou em ser piloto de caça da FAB.

Em 2003 navegando pela internet encontrei um site chamado viremilitar, que tinha sido feito pelo Gustavo. Trocamos algumas mensagens e ele me passou alguns bizus sobre a FAB.

Tentei enquanto pude a AFA e epcar, só fui aprovado na epcar, mas não fui convocado. Fui fazer outras coisas na minha vida, entrei na faculdade, e ia tudo bem.

Sempre acompanhei o site e agora blog em homenagem ao Gustavo e ele sempre foi um exemplo a ser seguido.

Apesar de tudo estar dando certo pra mim o desejo de ser militar continuava vivo dentro de mim, decidi então no final de 2008 prestar o concurso para a EEAR, escola de especialistas de aeronáutica, e graças a Deus fui aprovado!

Escolhi a especialidade de controle de tráfego aéreo.

Pensar no Gustavo correndo atrás de seu sonho e a homenagem que vocês fazem ao Gustavo e o incentivo de sua mensagem de fé e coragem, sempre foi e de certa forma ainda é muito importante para mim.

Um cara que ele nem sequer conheceu pessoalmente!

No dia 22 de junho, quando eu estiver no pátio do comando da EEAR na cerimônia de formatura, tenham certeza de que vocês estarão nos meus pensamentos.

Costumo dizer que eu vou atrás do que quero não pelos outros, mas por mim mesmo.

É claro que há a satisfação pessoal, mas no fundo sei que isso não é a verdade.

Faço pensando na minha família e nos amigos, assim como vocês, que torcem pelo sucesso na minha jornada.

Quando eu vejo a alegria de quem se importa comigo ao saber das minhas conquistas é impossível não me contagiar com o sentimento de satisfação. Só tenho a agradecer a Deus por tudo. E podem ter certeza de que estarei sempre pensando na torcida de vocês!

Desejo tudo de bom pra vocês! Que Deus continue abençoando muito! E podem ter certeza que meus sonhos continuam vivos! Em breve estarei correndo atrás do meu mais antigo sonho: voar!!

Muito obrigado à família Klug!”

Nós é que agradecemos.

Boa sorte e muito sucesso!

Se eu morrer antes de você…

(Texto copiado por Gustavo Klug em uma carta enviada a uma amiga)

Se eu morrer antes de você, faça-me um favor. Chore o quanto quiser,
mas não brigue com Deus por Ele haver me levado.

Se não quiser chorar, não chore. Se não conseguir chorar, não se preocupe. Se tiver vontade de rir, ria. Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito, ouça e acrescente sua versão. Se me elogiarem demais, corrija o exagero. Se me criticarem demais, defenda-me.

Se me quiserem fazer um santo, só porque morri, mostre que eu tinha um pouco de santo, mas estava longe de ser o santo que me pintam. Se me quiserem fazer um demônio, mostre que eu talvez tivesse um pouco de demônio, mas que a vida inteira eu tentei ser bom e amigo. Se falarem mais de mim do que de Jesus Cristo, chame a atenção deles. Se sentir saudade e quiser falar comigo, fale com Jesus e eu ouvirei. Espero estar com Ele o suficiente para continuar sendo útil a você, lá onde estiver. E se tiver vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diga apenas uma frase:
– “Foi meu amigo, acreditou em mim e me quis mais perto de Deus!”
Aí, então derrame uma lágrima. Eu não estarei presente para enxugá-la, mas não faz mal. Outros amigos farão isso no meu lugar. E, vendo-me bem substituído, irei cuidar de minha nova tarefa no céu.

Mas, de vez em quando, dê uma espiadinha na direção de Deus. Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz vendo você olhar para Ele. E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai, aí, sem nenhum véu a separar a gente, vamos viver, em Deus, a amizade que aqui nos preparou para Ele.

Você acredita nessas coisas? Então ore para que nós dois vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, e que morramos como quem soube viver direito.

Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo. Mas, se eu morrer antes de você, acho que não vou estranhar o céu. Ser seu amigo já é um pedaço dele.